Projeto de lei quer aumentar auxílio financeiro emergencial para desabrigados em Teresina

A Prefeitura de Teresina encaminhou um projeto de Lei para a Câmara Municipal que altera o artigo 8º da Lei Nº 4.916/2016, que dispõe sobre o valor de aluguel das residências que acolhem as famílias desabrigadas. Com a alteração, o auxílio financeiro passaria de R$250 para R$300. A Lei regulamenta os Benefícios Eventuais e promove o auxílio para atender a população em situação de calamidade pública.

A execução dessas regulamentações ocorre junto com os serviços socioassistenciais, realizados pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). O secretário Samuel Silveira, ressalta que o projeto vem em um momento necessário, devido a cheia dos rios e também por conta da tragédia no Parque Rodoviário.

“A Prefeitura de Teresina, em decorrência do desastre que aconteceu no Parque Rodoviária, bem como do aumento do volume de águas no Rio Parnaíba e Poti, está buscando meio adequado para tornar ainda mais atrativo o abrigamento por meio do Programa Cidade Solidária. É importante resgatar a informação que, no início dessa gestão, o valor era 180 reais. Portanto, na medida que se valoriza quem abriga e fortalece a solidariedade, ao mesmo tempo se evita que as pessoas vítimas de um infortúnio dessa natureza fiquem no relento, sem nenhum acolhimento”, reforça o secretário da Semcaspi.

O decreto emergencial faz com que essa alteração seja pelo período de 90 dias — podendo ser prorrogado por igual prazo. Dessa forma, as famílias poderão receber 300 reais mensais, para alugar uma residência ou se solidarizar com outra família, de forma que ela possa ser acolhida de forma que se restabeleça sua dignidade.

Como ter acesso ao programa

Para ser incluso no Cidade Solidária, a Defesa Civil precisa identificar a situação, através de atendimento que pode ser solicitado pelo número 153. Notando o risco na área, o órgão repassa a demanda para a Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) ou Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR) da região. Em seguida, a SDU/SDR se dirige ao local, avalia a situação e, sendo necessária a inclusão da família no Cidade Solidária, encaminham a demanda à Semcaspi, que fica responsável pela assistência através da ajuda financeira.

O Programa possui duas linhas de atuação: o ‘Família Solidária’ e o ‘Residência Solidária’. No primeiro, a pessoa acolhida indica outra família para lhe receber e a Prefeitura repassa uma ajuda de custo. No segundo, a família deve indicar um imóvel para alugar, e a Prefeitura arca com o pagamento no prazo de um ano.

Sistematicamente, a família também é acompanhada pela Semcaspi, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), sendo fornecido, caso necessário, cesta básica, kit acolhimento e kit limpeza.

Parque Rodoviário: Mais de 40 famílias vítimas da enxurrada já foram inclusas no Cidade Solidária

Mais de 40 famílias vítimas da enxurrada que atingiu moradores do Parque Rodoviário, zona Sul de Teresina, já foram inclusas no Programa Cidade Solidária. Os dados são da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). O programa realoca essas famílias em casas apropriadas para moradia de parentes ou vizinhos da vítima.

Esse tipo de acolhimento permite um atendimento mais digno às famílias da região e que foram acometidas por essa tragédia, oferecendo a eles as modalidades de ‘Família Solidária’ e ‘Residência Solidária’. “Na primeira modalidade, são famílias que acolhem outras famílias que, por ocasião de chuva, não podem mais ficar em suas residências. Já na segunda modalidade, estão residências que são alugadas para receber famílias que, em decorrência do infortúnio sofrido, também precisam deixar suas casas”, resume a coordenadora do Programa, Selene dos Santos.

Em decorrência das fortes chuvas, uma lagoa se formou e transbordou, rompeu uma parede de contenção. A enxurrada destruiu mais de 40 casas e deixou cerca de 30 feridos. A tragédia vitimou fatalmente duas pessoas, uma idosa identificada como Maria das Graças Bacelar, de 71 anos e uma criança, Flávio Josiel Alves da Silva, de três anos. O prefeito de Teresina, Firmino Filho, esteve no local acompanhando os primeiros atendimentos as famílias vítimas da enxurrada. O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, reforçou que as equipes de assistência do município, concentradas na região do Parque, estão promovendo uma maior rapidez no atendimento da população.

“Estamos desde a noite de quinta-feira, no momento do ocorrido, prestando toda a assistência para as famílias atingidas, atuando na redução dos riscos e claro, nos danos causados pela enxurrada. A Prefeitura de Teresina está fortalecendo ainda mais a rapidez nos encaminhamentos para que as famílias possam ser acolhidas o mais breve e para que sejam minimizados os transtornos causados aqui para a população dessa região”, enfatiza o secretário.

Além do encaminhamento para o Cidade Solidária, as equipes de assistência social da Prefeitura de Teresina estão distribuindo cestas básicas, kits de limpeza e kits de acolhimento para os moradores que necessitam da ajuda emergencial do município. Para o recebimento dos kits, é necessário que os moradores façam um cadastramento prévio feito por assistentes sociais no stand montado pela Semcaspi. O local, que fica na Praça Rita de Menezes, mais conhecida como Praça do Parque Rodoviário, também está recebendo a doação voluntária de populares e instituições que desejam colaborar com as famílias.

Doações no Parque Rodoviário

Além do ponto de recolhimento da Semcaspi, na praça do bairro, o CMEI Nossa Senhora Maria Imaculada está recebendo as doações da população, que vão de alimentos, a roupas e produtos de higiene pessoal. A Igreja Matriz da Morada Nova também é ponto de arrecadação desses produtos.

Saiba os pontos em Teresina que merecem atenção em dias de chuva forte

Com o aumento do volume de chuvas  em Teresina, a Defesa Civil Municipal faz o alerta para que alguns trechos da cidade sejam evitados na hora de chuva forte ou até meia hora depois delas, quando a água escoa.

“É importante que durante esse período chuvoso tenhamos alguns cuidados, especialmente no trânsito, e isso diz respeito tanto para motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. É possível que as pessoas se depararem nos dias de chuva forte com vias cujo volume de água seja grande e, nesse caso, se for possível, é indicado parar o carro e esperar que a água na via abaixe”, explica Sebastião Domingos, coordenador da Defesa Civil Municipal.

Se precisar de auxílio em situações de emergência, é indicado ligar para o Corpo de Bombeiros (193) e a Defesa Civil (153). Em Teresina, os pontos que merecem atenção em dias de chuva forte são os seguintes:

Na zona Norte de Teresina:
– Avenida Centenário, na região do Aeroporto
– Avenida Poty Velho, na região do Parque Brasil I
– Avenida Freitas Neto, Mocambinho e proximidades da ponte Mocambinho

Na zona Leste de Teresina:
– Avenida Nossa Senhora de Fátima, especialmente no trecho entre as avenidas João XXIII e Jóquei Clube
– Avenida Homero Castelo Branco (também na proximidade com a João XXXIII), evitando também ruas adjacentes
– Bairro Cidade Jardim, nas ruas Santa e Refúgio.

Na zona Sudeste de Teresina:
– Avenida Joaquim Nelson
– Rua Zaul Pedrosa, na Vila Eugênia Ferraz.

Na zona Sul de Teresina:
– Avenida Ulisses Guimarães, bairro Promorar
– Ruas Beneditino, Pedro II, Gilbués e Buriti dos Lopes, no bairro São Pedro

Defesa Civil de Teresina monitora bairros com situação de risco na capital

A Defesa Civil de Teresina realiza hoje (25), monitoramento e atendimento em bairros com áreas de risco na capital. Segundo o levantamento do órgão, a Vila Mocambinho, Poti Velho, Mafrense, São Joaquim, Parque Alvorada, Santa Maria da Codipi, e a região do Parque Lagoas do Norte, na zona Norte de Teresina foram consideradas as de maior gravidade após as chuvas do fim de semana.

Segundo a Defesa Civil Municipal, estão sendo dadas prioridade para esses locais , considerados os de risco mais grave, com ênfase de monitoramento nas áreas mais críticas. A população pode entrar em contato por meio de ligação gratuita para o número 153 e solicitar auxílio. A recomendação preventiva é que se aguarde a drenagem do espaço para poder sair em segurança e não adentrar em superfícies emersas pela água.

Reforça-se a importância de estabelecer relação próxima com a Defesa, para que os alertas resultantes do trabalho de monitoramento tenham alcance cada vez maior e mais efetivo. “Lembrando a população teresinense que, em situação de alagamentos, deslizamentos, desabamentos ou simplesmente situação de risco identificada e avaliada pelos próprios moradores, já se pode entrar em contato a Defesa Civil por meio do número 153”, destaca Sebastião Domingos, coordenador da Defesa Civil Municipal.

Além do 153, a população pode solicitar previamente um atendimento à Defesa Civil de Teresina também, via ofício, na sede da Semcaspi. A Secretaria fica na Rua Álvaro Mendes, 861, no Centro. Mais informações, pelo telefone (86) 3215-7485.

Defesa Civil de Teresina alerta para os cuidados durante as fortes chuvas

Por conta da incidência de fortes chuvas em Teresina na noite desta quinta-feira (21), a Defesa Civil de Teresina intensifica o alerta para o reforço do cuidado no período chuvoso por parte da população. O alerta visa evitar acidentes e aumentar a proteção à vida, evitando deslocamentos durante os temporais. Além de aguardar o fim das chuvas sempre que possível, a população não deve adentrar em superfícies submersas pela água, seja a pé, ou em veículos.

Além disso, o desconhecimento sobre as condições da área após a precipitação também é um indício de que a população deve redobrar a atenção. A não visualização do solo por conta da água, em áreas que podem esconder buracos e representa um risco à vida.

É importante que, durante e logo após a chuva, as pessoas aguardem a drenagem da água do local para poder sair em segurança, de veículo ou a pé, pois as áreas podem conter buracos, bueiros e até fortes correntezas, que podem danificar tanto o bem material, quanto prejudicar a vida”, reforça Sebastião Domingos, membro da Defesa Civil Municipal.

O profissional destaca que, caso a água não seja drenada corretamente, a população deve entrar em contato com a Defesa Civil, através do 153 – plataforma de contato gratuito com o órgão –, para que seja feito o monitoramento. “É muito importante que a população de Teresina contribua com o trabalho da Defesa Civil Municipal pelo número 153, para o efetivo atendimento do órgão, o que possibilita mais agilidade e resolutividade dos problemas decorrentes de chuvas”, pontua Samuel Silveira, secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

Em Teresina, a Defesa Civil Municipal classifica as áreas em risco leve, risco médio e grave risco. A ênfase de monitoramento está nas áreas com situação mais crítica, mas sendo notificada uma chuva torrencial em área classifica como de menor risco, a Defesa Civil também se dirige ao local para monitoramento das condições do solo e casas.

Teresina em Ação: 1ª edição de 2019 leva mais de 150 serviços para o Loteamento Orgmar Monteiro

Os moradores do Loteamento Orgmar Monteiro, no bairro Uruguai, zona Leste de Teresina, receberam mais de 150 serviços gratuitos no 1º Teresina em Ação de 2019 na manhã deste sábado (16). O evento iniciou às 8h na Praça da Morgação e levou serviços de saúde, lazer, cidadania, cultura e prestação de serviços.

O evento contou com a presença do prefeito de Teresina, Firmino Filho; o secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). Entre os serviços oferecidos à população esteve o teste rápido de HIV; distribuição de preservativos; cadastramento em programas sociais do Governo Federal; alistamento militar; emissão de carteira estudantil.

Foram oferecidos ainda a distribuição de mudas, além de orientações sobre os cuidados durante o período chuvoso com a Defesa Civil de Teresina. Nesta edição, terão também a prestação de novos serviços como a presença do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC); a terapia intensiva com Heike e Auricular; terapia de meditação de par; distribuição de camisinha feminina, além de uma feirinha solidária que realizará atendimentos para linha de crédito do Banco Popular.

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Samuel Silveira, ressaltou o ofertar de cidadania às pessoas através da realização de serviços gratuitos, mensalmente pelo Teresina em Ação. “O Teresina em Ação nos faz levar as comunidades o que elas precisam, que são os diversos serviços. Acreditamos que o Teresina em Ação já é uma política bem sucedida, e percebemos pela grande aceitação da população, como aqui no Bairro Uruguai”, pontua o secretário Samuel Silveira.

O Teresina em Ação é realizado pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). Foram cerca de 300 mil atendimentos em 2017 e 2018. “A ideia de levar os serviços que a Prefeitura já realiza diariamente, agora também nos fins de semana através do Teresina em Ação, é bastante louvável. Isso fortalece os laços comunitários, melhora a estrutura das praças como a Praça da Morgação. É um evento que Teresina já abraçou”, afirma o prefeito Firmino Filho.

1° Teresina em Ação de 2019 leva mais de 150 serviços para o Loteamento Orgmar Monteiro neste sábado (16)

Os moradores do Loteamento Orgmar Monteiro, no bairro Uruguai, zona Leste de Teresina, vão ser contemplados com mais de 150 serviços gratuitos no 1º Teresina em Ação de 2019. O evento acontecerá neste sábado (16), das 8h às 13h, na Praça da Morgação e levará serviços de saúde, lazer, cidadania, cultura e prestação de serviços.

Entre os serviços oferecidos à população estão o teste rápido de HIV; distribuição de preservativos; cadastramento em programas sociais do Governo Federal; alistamento militar; emissão de carteira estudantil. Serão oferecidos ainda o agendamento para o Casamento comunitário; distribuição de mudas, além de orientações sobre os cuidados durante o período chuvoso com a Defesa Civil de Teresina.

Nesta edição, terão também a prestação de novos serviços como a presença do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC); a terapia intensiva com Heike e Auricular; terapia de meditação de par; distribuição de camisinha feminina, além de uma feirinha solidária que realizará atendimentos para linha de crédito do Banco Popular.

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Samuel Silveira, afirma que o Teresina em Ação tem como finalidade melhorar a qualidade de vida da população, dando dignidade e cidadania às pessoas através da realização de serviços gratuitos, sendo ofertados mais próximo da população. “O sorriso e a gratidão que vemos em cada pessoa atendida no Teresina em Ação nos motiva e a expectativa para essa próxima edição é de colhermos excelentes resultados no número de atendimentos, satisfazendo a comunidade da região”, reforça o secretário Samuel Silveira.

O Teresina em Ação é realizado pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). Foram cerca de 300 mil atendimentos em 17 edições realizadas entre 2017 e 2018.

Defesa Civil de Teresina realiza a entrega duas residências no Parque Universitário

O ano novo vai começar com mais esperança ainda para duas famílias do Parque Universitário, na zona Leste da capital. É que a Defesa Civil de Teresina realizou, neste fim de 2018, a entrega de casas a duas famílias vítimas das últimas chuvas na capital. A ação ocorreu na Rua Guaçu, em parceria com a Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU/Leste) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh).

As habitações anteriores ofereciam sérios riscos aos moradores. Paredes de taipa com capacidade de sustentação já precária e um teto que ameaçava desabar a qualquer momento colocavam em risco a vida das famílias. De acordo com Deolindo Nascimento, da Defesa Civil de Teresina, as novas casas foram construídas no mesmo terreno das casas anteriores que estavam em risco. “O risco de desabamento das antigas residências das duas famílias colocavam elas em perigo. As novas construções, de alvenaria, mais seguras, agora são o novo lar dessas pessoas e elas não precisam sair do seu bairro, onde já possuem suas relações e convívio com os vizinhos”, declara Deolindo Nascimento.

Essas situações emergenciais fizeram com que uma das famílias, a da Maria de Fátima, de 48 anos, fosse contemplada com a residência. “Na nova casa da Rua Guaçu, finalmente, eu e minha família, teremos o conforto e a segurança adequada. Considero o maior presente que eu recebi de Natal e de Ano Novo. Aqui é minha casa, passei nessa região toda minha vida, e poder continuar aqui, agora com uma nova estrutura é um grande presente”, declara Maria de Fátima.

Além das residências, a Defesa Civil Municipal entregou também cestas básicas para as famílias, ofertadas pela Gerência de Proteção Social Básica (GPSB) da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

Defesa Civil de Teresina

Junto com o Parque Universitário, são 56 áreas de risco monitoradas, onde ações preventivas buscam atenuar alagamentos, desabamentos e outros efeitos das chuvas. A população pode entrar em contato com a Defesa Civil Municipal, gratuitamente, através do número 153 ou solicitando atendimento, via ofício, na sede da Semcaspi. A Secretaria fica na Rua Álvaro Mendes, 861, no Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (86) 3215-7485.

“É muito importante que a população de Teresina contribua com o trabalho da Defesa Civil Municipal, ligando para o número 153, para o efetivo atendimento do órgão, o que possibilita mais agilidade e resolutividade dos problemas decorrentes de chuvas. Ficamos felizes com mais essas dua famílias sendo beneficiadas pelo trabalho da Defesa Civil de Teresina”, reforça o secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Samuel Silveira.

Prazo de inscrição para o concurso da Guarda Municipal é prorrogado

Inscrições podem ser feitas até o dia 4 de janeiro de 2019

 As inscrições para o concurso público da Guarda Civil Municipal de Teresina, que estavam previstas para serem encerradas nesta quinta-feira (27), foram prorrogadas atéo dia 4 de janeiro de 2019, pelo Núcleo de Concursos e Promoções de Eventos da Universidade Estadual do Piauí. As inscrições devem ser feitas no site do Nucepe até às 23h59 (horário do Piauí). O certame visa ao preenchimento direto de 75 vagas e formação de cadastro de reserva para 400 candidatos classificados.

Para se submeter ao processo, deve ser efetuado o cadastro, preenchimento do requerimento da inscrição e envio via internet; realizado, obrigatoriamente, o upload de fotografia individual, colorida, recente, tamanho 3×4. O candidato deve imprimir o boleto bancário referente à taxa de inscrição e efetuar sua quitação, no valor de R$ 100 reais aos candidatos que não solicitaram isenção ou desconto.

Os requisitos exigidos são o Ensino Médio Completo ou equivalente e Carteira Nacionalde Habilitação – Categoria AB. A Guarda Civil Municipal de Teresina é vinculada à Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). “No primeiro, foram 50 vagas e, ao final do processo de seleção, todos os candidatos foram nomeados. Queremos, com esse novo concurso, fortalecer a Guarda Municipal de Teresina, que é uma instituição nova, mas que já tem sua importância e representatividade para a segurança dos espaços públicos de nossa cidade”, afirma Samuel Silveira, secretário da Semcaspi.

Competências

Aos agentes da Guarda Municipal de Teresina competem a proteção de bens e serviços e instalações de domínio público do município de Teresina, inclusive da administração indireta; orientar a comunidade local quanto ao direito de utilização dos bens e serviços públicos; colaborar, quando solicitada, com as operações de Defesa Civil do município;proteger o meio ambiente; colaborar com as ações de prevenção às drogas; bem como outras atribuições determinadas em leis do município de Teresina, levando-se em consideração as competências estabelecidas pela Lei nº 13.022, de 08 de agosto de 2014.

O termo aditivo com a alteração do período de inscrições está disponível neste link.

Inscrições para o concurso da Guarda Municipal de Teresina encerram hoje (27)

Encerram nesta quinta-feira (27), as inscrições para o concurso público da Guarda Civil Municipal de Teresina. As candidaturas devem ser realizadas no endereço eletrônico do Núcleo de Concursos e Promoções de Eventos da Universidade Estadual do Piauí (Nucepe), até as 23h59 (horário do Piauí) de hoje. O certame visa ao preenchimento direto de 75 vagas e formação de cadastro de reserva para 400 candidatos classificados.

Para se submeter ao processo, deve ser efetuado o cadastro, preenchimento do requerimento da inscrição e envio via internet; realizado, obrigatoriamente, o upload de fotografia individual, colorida, recente, tamanho 3×4. O candidato deve imprimir o boleto bancário referente à taxa de inscrição e efetuar sua quitação, no valor de R$ 100 aos candidatos que não solicitaram isenção ou desconto.

Os requisitos exigidos são o Ensino Médio Completo ou equivalente e Carteira Nacional de Habilitação – Categoria AB. A Guarda Civil Municipal de Teresina é vinculada à Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

“No primeiro, foram 50 vagas e, ao final do processo de seleção, todos os candidatos foram nomeados. Queremos, com esse novo concurso, fortalecer a Guarda Municipal de Teresina, que é uma instituição nova, mas que já tem sua importância e representatividade para a segurança dos espaços públicos de nossa cidade”, afirma Samuel Silveira, secretário da Semcaspi.

Competências

Aos agentes da Guarda Municipal de Teresina competem a proteção de bens e serviços e instalações de domínio público do município de Teresina, inclusive da administração indireta; orientar a comunidade local quanto ao direito de utilização dos bens e serviços públicos; colaborar, quando solicitada, com as operações de Defesa Civil do município; proteger o meio ambiente; colaborar com as ações de prevenção às drogas; bem como outras atribuições determinadas em leis do município de Teresina, levando-se em consideração as competências estabelecidas pela Lei nº 13.022, de 08 de agosto de 2014. O Edital completo do concurso está disponível no site da Prefeitura de Teresina e no site da Semcaspi.