Guarda Municipal localiza mulher que estava desaparecida

Os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) conseguiram localizar, na noite do último sábado, dia 09, uma mulher que estava desaparecida há três dias em Teresina e teve a imagem divulgada nas redes sociais por familiares e amigos.

De acordo com o capitão Monteiro Silva, a mulher estava dentro de um ônibus do transporte coletivo na Praça da Bandeira no momento em que foi identificada pelos agentes da GCM.

Nossos agentes conseguiram identificar a mulher dentro do ônibus, interceptaram o transporte e descobriram que ela sofre de esquizofrenia. Prontamente, eles entraram em contato com os familiares que foram até a praça e puderam reencontrar a mulher. É um ato de cidadania e que fortalece nossa missão”, disse o coordenador da Guarda Civil Municipal.

A irmã da vítima revelou que estava angustiada por não ter informações do paradeiro da mulher que procurava há três dias e agradeceu o empenho da Guarda Municipal.

26ª edição do Teresina em Ação alcança a marca de cerca de 8 mil atendimentos

A população do bairro Primavera, zona norte da capital, mais uma vez recebeu o Teresina em Ação, a penúltima edição do ano realizada hoje (9) alcançou cerca de 8 mil atendimentos. A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), TV Clube e diversos parceiros se unem há dois anos na realização deste projeto que aproxima os serviços públicos da população e chega a sua 26ª edição.

O casamento comunitário foi a atração mais esperada do evento, um total de 222 casais oficializaram a união perante ao juiz Virgílio Madeira. O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, comentou sobre o casamento e ainda destacou que o projeto Teresina em Ação já está consolidado ao calendário da cidade.

“É realmente uma alegria ver a população mais uma vez comparecendo. E foi uma satisfação ter testemunhado mais de 200 pares se casando em uma belíssima cerimônia. A gente fica feliz de proporcionar à população de Teresina um programa tão efetivo e eficaz que já tem incorporado ao dia-a-dia da cidade, por meio dessa parceria com a Clube e demais parceiros”, comenta o secretário Samuel Silveira.

Das 8h às 13h a população pode ter acesso a 165 serviços diferentes ofertados nas áreas da assistência social, saúde e jurídica. O evento também proporcionou diversas atividades educativas e de lazer para as crianças, além de atrações culturais, exposições e vendas de artesanato para toda comunidade do entorno do Parque da Cidade, que fica localizado na avenida Duque de Caxias.

Teresina Em Ação: penúltima edição do ano leva 165 serviços ao bairro Primavera este sábado (9)

O Teresina em Ação chega a sua 26ª edição, a penúltima a ser realizada em 2019, levando 165 serviços gratuitos nas áreas de cidadania, saúde, assistência social, lazer e cultura ao Parque da Cidade, situado na Av. Duque de Caxias do bairro Primavera. Tudo isso vai estará disposição do teresinense neste sábado (9).  O projeto é realizado em parceria entre a TV Clube e a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e acontece das 8h às 13h.

A realização da cerimônia de casamento comunitário promete ser um dos grandes destaques do sábado. O Juíz Virgilio Madeira realizará os procedimentos legais necessários para formalizar a união dos casais, que realizaram inscrições por meio da Justiça Itinerante.

Serviços já tradicionais e frequentemente solicitados pelo público, como a emissão do RG, a vacinação, agendamento para emissão da Carteira de Trabalho, alistamento militar, emissão da Identidade Jovem e a distribuição de mudas de planta também estarão disponíveis. Além disso, atrações culturais, como a Orquestra Sanfônica de Teresina e Banda 16 de Agosto, se farão presentes no palco principal.

Ao longo de dois anos, o Teresina em Ação já contabiliza 25 edições realizadas nos bairros de todas as regiões da cidade, buscando viabilizar o acesso da população aos serviços públicos de forma descentralizada. O projeto continua mensalmente, sempre aos sábados. A população pode entrar em contato com a Gerência de Política Integradas da Semcaspi, por meio do 3131-4714, e solicitar um Teresina em Ação no seu bairro, mais informações sobre a programação, ou até mesmo se disponibilizar para voluntariado. Os registros da ação poderão ser conferidos no site e nas redes sociais da Semcaspi.

Curso de formação para novos Guardas Municipais começa dia 02 de dezembro

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e o Núcleo de Concursos e Promoções de Eventos (Nucepe) acertaram nesta terça-feira (5) todo o cronograma para o Curso de Formação dos aprovados no concurso do Edital nº 001/2018 da Guarda Civil Municipal (GCM). As matrículas começam já neste mês de novembro e o curso tem data prevista de início para o dia 2 de dezembro.

“Dentro da estratégia de contribuição que a prefeitura de Teresina tem para uma cidade menos violenta, nós decidimos acelerar o processo de nomeação dos aprovados. Para tanto, o período de matrículas do curso de formação já começa no dia 18 e segue até o dia 24 de novembro. Obedecendo todo o cronograma, a nossa expectativa é a nomeação de todos os aprovados ainda no mês de março de 2020”, afirmou Samuel Silveira, secretário da Semcaspi.

Os últimos detalhes para o fechamento do cronograma foram acertados durante reunião realizada nesta terça-feira entre a Semcaspi e o Nucepe. Por pedido da secretaria, as inscrições serão realizadas através do site do Núcleo de Concursos, onde os candidatos vão poder anexar os documentos de identificação com foto. Essa logística foi escolhida para que não fosse necessário o deslocamento dos aprovados que residem em outras cidades.

Segundo José Bispo de Miranda, coordenador do curso de formação da Guarda Civil Municipal, as aulas começam no dia 2 de dezembro e se estendem até 29 de fevereiro do próximo ano. Bispo informou ainda que o curso é baseado na matriz curricular da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

“Além de toda a carga teórica, o curso terá as disciplinas de tiro para que o guarda possa ter o porte de arma de serviço, bem como disciplinas de esforço físico e de defesa pessoal, totalizando 680 horas de formação. O corpo decente será composto por professores da Universidade Estadual do Piauí, profissionais das polícias civil e federal, além de integrantes da própria Guarda Municipal”, disse o coordenador.

Os candidatos aprovados no Curso de Formação terão direito a receber uma bolsa, que será paga em parcela única após a divulgação do resultado final do certame.

Concurso GCM: Semcaspi e Nucepe assinam cronograma oficial do curso de formação na terça-feira (5)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e o Núcleo de Concursos e Promoções de Eventos (Nucepe) se reúnem na próxima terça-feira (5) para definição e assinatura do cronograma oficial do Curso de Formação dos aprovados no concurso do Edital nº 001/2018 da Guarda Civil Municipal (GCM). A reunião também resultará no lançamento do Edital de Convocação dos aprovados e conterá as normas de conduta e orientações gerais para o curso.

A Semcaspi quer dar celeridade ao cronograma, a previsão é de que as inscrições fiquem abertas pelo período de quinze dias e que sejam feitas na modalidade online, por meio de formulário eletrônico. A intenção da Semcaspi é de que a Nucepe decida por esta modalidade visando que não seja necessário deslocamento dos aprovados que residem em outras cidades e facilite o procedimento. Mas o uso da plataforma online ainda será analisado pelo núcleo.

O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, pontuou as habilidades a serem desenvolvidas durante o curso pelos novos agentes. “Os alunos terão aulas de condicionamento físico, abordagem, armamento e tiro. Além de aulas de conhecimentos básicos na área jurídica, direitos humanos e sobre o papel das Guardas Municipais e da Gestão Integrada da Segurança Pública em nível municipal”.

Em encontro realizado pelos dois órgãos no dia 15 de agosto, ficou acordado que a grade curricular do Curso de Formação seguirá as orientações da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) e terá apoio com a supervisão da Polícia Federal (PF). Também, que o curso levará em consideração as diretrizes que norteiam a atuação das Guardas Municipais existentes no Brasil, entretanto respeitando e considerando as especificidades de cada região.

Os resultados da reunião de terça-feira (5) serão divulgados no site e nas redes sociais da Semcaspi.

A GCM

A Guarda Civil Municipal (GCM) foi criada por meio da Lei complementar n° 3.834. O órgão deu início a sua atuação em 2017 e, atualmente, é vinculado à Semcaspi. A GCM tem por objetivo garantir proteção ao patrimônio público e dar assistência à população em locais públicos.

Os agentes da GCM realizam patrulhas nas praças da Bandeira, Rio Branco, Fripisa, dos Skatistas; nos Parques Lagoas do Norte, Estação da Cidadania, Floresta Fóssil e Parque Encontro dos Rios; nos Centros Unificados de Esporte e Lazer (CEUs) da zona Sul e Norte, Centro POP e também no Complexo Esportivo José Ponce Filho (Parentão).

Além disso, a GCM também é responsável por realizar patrulhamentos preventivos nos prédios municipais públicos de todas as zonas da cidade como, o Restaurante Popular de Teresina, Corredores e Terminais de Integração de ônibus.

Projeto de lei que vai estruturar Centro de Comando e Controle é aprovado na Câmara Municipal

A Câmara Municipal aprovou nesta terça-feira (22) o projeto de lei de autoria da Prefeitura de Teresina que busca investimentos na área de segurança pública na capital, entre eles, a estruturação do Centro de Comando e Controle (CCO), o fortalecimento da Guarda Municipal e a expansão do programa Vila Bairro Segurança. O projeto foi aprovado com 23 votos favoráveis e nenhum contra.

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, explicou que o projeto vai angariar recursos na ordem de R$ 30 milhões através de empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a aquisição de câmeras de vigilância de alta tecnologia que serão instaladas em todas as entradas e saídas e em pontos estratégicos da cidade. O que vai melhorar a atuação da Guarda Municipal através da compra de novos equipamentos.

“Com esse empréstimo aprovado, nós vamos dar o segundo passo em direção a esse sonho, que é a estruturação do Centro de Comando e Controle que já está com sua parte física praticamente concluída. O projeto vai contar com a participação da Guarda Civil Municipal, STRANS e estamos em diálogo com a Polícia Rodoviária Federal, que deve incorporar sua plataforma tecnológica que é utilizada em outros estados brasileiros, para que implique na redução dos furtos e roubos de veículos e aumento na recuperação”, explicou o secretário.

Além da estruturação do CCO, o recurso vai possibilitar ainda a expansão do programa Vila Bairro Segurança, que vem reduzindo sensivelmente a violência nos bairros da zona Norte da capital e do projeto Teresina Protege, que atua nas escolas através do trabalho de prevenção de crianças e jovens.

“É um trabalho que busca a integração na parte repressiva e preventiva de todos os projetos na área da segurança pública municipal. Acreditamos que a aquisição desse recurso é uma estratégia saudável e importantíssima para o município, que deseja a redução da violência na cidade”, disse o secretário”, acrescentou.

Na última segunda-feira (21), o secretário visitou a estrutura física do Centro de Comando e Controle e participou de algumas reuniões para conhecer o funcionamento do projeto em outras cidades do país. Em Teresina, o Centro de Comando e Controle vai funcionar no prédio da Strans, que fica localizado na Avenida Pedro Freitas no bairro Vermelha, zona Sul de Teresina. A inauguração do CCO está prevista ainda para o primeiro bimestre de 2020.

Semcaspi reforça regras de convivência nos abrigos de venezuelanos

A equipe da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) visitou hoje (22) o CSU Buenos Aires, que vem sendo utilizado como abrigo para os refugiados venezuelanos presentes na capital, em uma tentativa de reforçar as regras de convivência a serem seguidas no espaço. A ação aconteceu após diversas denúncias, por parte dos técnicos e da população vizinha, apontando o uso de álcool e da prática da mendicância utilizando crianças. Frente à reincidência dos descumprimentos, foi definido que os infratores identificados seriam convidados a se retirar do abrigo.

A visita contou ainda com representantes das entidades envolvidas no atendimento da população imigrante desde sua chegada, em maio deste ano, como a Secretaria Estadual da Assistência Social (Sasc) e a Cáritas. Os líderes definidos pelos venezuelanos foram convocados para que fossem discutidas as novas definições firmadas pela Prefeitura de Teresina por meio da Semcaspi: as instituições só continuarão oferecendo o apoio direcionado aos abrigos frente o cumprimento da Lei por parte dos acolhidos. A utilização de crianças na mendicância realizada nos sinais de trânsito foi ressaltada como uma violação especialmente grave do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, expôs aos líderes venezuelanos a relutância dos órgãos municipais em continuar realizando o atendimento frente às irregularidades. “Somos solidários e irmãos, e queremos gerar bem-estar, mas a troco disto, não podemos aceitar que regras que nós, como brasileiros, somos obrigados a seguir, sejam desrespeitadas”, ressaltou. “Vislumbramos uma situação de consumo de álcool desenfreado em um ambiente mantido com o dinheiro público”.

Samuel destacou ainda outras dificuldades: as equipes técnicas estariam sendo impedidas de adentrar no abrigo. O coordenador prévio do local, especialista em questões indígenas, teria também desenvolvido problemas psicológicos por conta de ameaças. “Reunimos todas as equipes, inclusive parceiras, como a da Sasc, deixamos aberto o convite à sociedade civil para dizer que: dessa maneira, não temos como continuar”, destacou.

A equipe da Gerência de Proteção Básica da Semcaspi compilou, em lista, os nomes dos acolhidos flagrados mais de uma vez cometendo irregularidades. Foi ressaltada a vontade da Prefeitura Municipal de Teresina em continuar mantendo o espaço, ouvindo as demandas dos refugiados, mediante a saída das pessoas que estão realizando atividades irregulares. Retirada que ficaria à critério das lideranças venezuelanas. Novas articulações devem ser realizadas após uma audiência com o Ministério Público que deve acontecer nesta quarta-feira (22).

“Toda a atenção que a Prefeitura pôde oferecer, em termos de uma acolhida humanitária, foi ofertada. Seja ela no aspecto da atenção social, à saúde e à segurança alimentar: tudo isso foi disponibilizado”, ressaltou a gerente do Centro de Referência Especializado em Assistência Social da região, Marta Sérgia Carvalho. “O entendimento da Prefeitura é que essas ações devem ser continuadas observando o regramento local. Queremos que esse espaço seja um de proteção e apoio”, concluiu.

Obra de Centro de Comando e Controle está 80% concluída

As obras de construção do Centro de Comando e Controle do município de Teresina estão 80% concluídas. Segundo o secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, a estrutura física está quase concluída para receber todo o aparato tecnológico que vai permitir o combate à violência e o monitoramento do trânsito por meio de centenas de câmeras instaladas em toda Teresina.

Na manhã dessa segunda-feira (21), o secretário visitou as obras do futuro CCO junto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Superintendência Municipal de Trânsito (STRANS), órgãos parceiros que irão atuar juntos com a Semcaspi na operacionalização do centro.

“As parcerias da Prefeitura de Teresina através da Semcaspi com os demais órgãos já estão firmadas para a gerência do aparato tecnológico e do serviço de inteligência do Centro de Controle e Comando Municipal. A capital contará com um trabalho integrado que vai atuar no combate ao roubo e furto de veículos, na redução da criminalidade e na desarticulação do tráfico de drogas”, disse o secretário.

Nos últimos dias, Samuel Silveira participou de algumas reuniões para conhecer o funcionamento do projeto em outras cidades do país e afirmou que o Centro de Comando e Controle deve atuar nos mesmos moldes do que foi utilizado pelo Governo Federal como parte do planejamento nacional de segurança para os grandes eventos que o Brasil recebeu entre os anos de 2013 e 2016.

“Nós estamos conhecendo a realidade de outros estados que aderiram ao projeto integrado de segurança. Em Fortaleza, por exemplo, depois da instalação do Centro, o número de roubos e furtos teve queda de 40%. É nosso compromisso que o poder público municipal esteja engajado no combate à violência no município”, afirmou.

Em Teresina, o Centro de Comando e Controle vai funcionar no prédio da Strans, que fica localizado na Avenida Pedro Freitas no bairro Vermelha, zona Sul de Teresina. Além da Guarda Civil Municipal, da STRANS e da PRF, o serviço de monitoramento da cidade vai contar com representantes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A Secretaria de Segurança Pública do Piauí também foi convidada a fazer parte do projeto. A inauguração do CCO está prevista ainda para o primeiro bimestre de 2020.

Programa Criança Feliz realiza ‘Piquenique de Convivência’ no Parque Lagoas do Norte

Famílias participantes do Programa Criança Feliz, que ajuda a fortalecer a primeira infância das crianças de famílias em situação de vulnerabilidade social, participaram nesta quarta-feira(16) de um “Piquenique de Convivência” realizado no Parque Lagoas do Norte. A ação aconteceu em alusão ao mês da criança e foi planejada pela equipe do projeto em conjunto com a técnica de referência do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Norte II, Daniela Cruz.

Durante a manhã, os grupos familiares foram envolvidos em um resgate de atividades lúdicas por meio incentivo à leitura. O objetivo foi oportunizar um fortalecimento de vínculos entre as crianças e seus cuidadores. O piquenique priorizou a alimentação saudável, por meio das frutas distribuídas sob as típicas toalhas, e contou com distribuição de brinquedos e literatura educativa, além de um espaço reservado para a pintura facial.

Segundo Elizabeth Nogueira, Coordenadora do Criança Feliz em Teresina, a ação trata-se, acima de tudo, de uma reação à distância que rotinas tecnológicas tem imposto a muitas famílias. “No momento em que o uso dos celulares e tablets está em alta, causando uma barreira socioafetiva, ações como essa são de suma importância”, ressaltou. “As crianças se sentem mais protegidas e amadas em encontros como esse, onde várias habilidades são desenvolvidas”.

O programa quer não apenas promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e acompanhamento integral na primeira infância, como apoiar a gestante e a família na preparação para o nascimento e cuidados perinatais. “As crianças se sentem mais protegidas e amadas em encontros como esse, onde várias habilidades são desenvolvidas”.

Os registros do “Piquenique de Convivência” podem ser conferidos nas redes sociais da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), responsável pelo desenvolvimento do Criança Feliz na capital piauiense. A população também pode se informar sobre como ser beneficiada, assim como sobre as ações futuras do programa, por meio de contato com a Gerência de Proteção Básica da Semcaspi. O número é o 3131-4729.

Semcaspi e SASC traçam novas estratégias de atendimento para refugiados venezuelanos

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizou uma reunião para traçar novas estratégias de atuação nos abrigos que receberam, em maio desse ano, grupos de refugiados venezuelanos. Estiveram presentes no encontro, realizado nesta terça-feira (15), o secretário municipal Samuel Silveira, técnicos da Semcaspi e da Secretaria Estadual da Assistência Social (Sasc).

Diante da ausência, até o presente momento, do repasse de verbas federais, os representantes institucionais ressaltaram a necessidade de um melhor aproveitamento dos recursos viabilizados pela Prefeitura, que administra e mantém o abrigo CSU do Buenos Aires, na zona Norte de Teresina.  Tanto os imigrantes acolhidos pelo CSU quanto os acolhidos pelo abrigo situado na Piratinga, atualmente administrado pela Cáritas Arquidiocesana, recebem, por meio da Semcaspi, alimentação, kits de limpeza e higiene e acompanhamento de assistentes sociais e de profissionais da saúde.

“Estivemos nos reunindo com a equipe da Sasc avaliando a situação dos venezuelanos aqui na cidade de Teresina, os compromissos que foram pactuados no início desse trabalho e vendo novas estratégias, considerando que algumas mudanças no comportamento deles passaram a ocorrer”, ressaltou Samuel Silveira.

A Semcaspi vem desenvolvendo diariamente ações de coibição da mendicância utilizando crianças, realizada pelos refugiados nos sinais de trânsito da capital, e reforçando a irregularidade do uso de álcool nos abrigos. “Nossa intenção é construir conjuntamente uma alternativa: que otimize o gasto do recurso público empregado na manutenção dos nossos irmãos venezuelanos, e ao mesmo tempo, que eles possam observar os regramentos de nossa cidade”, concluiu o secretário.

As instituições devem se reunir novamente em breve, na presença dos venezuelanos, para um repasse das definições acordadas. A população pode acompanhar os desdobramentos dessa atuação por meio do site e das redes sociais da Semcaspi.