O programa Teresina Solidária ultrapassou o número de 10 mil cestas básicas doadas a trabalhadores autônomos que ficaram sem renda durante a quarentena. Coordenado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, o programa realiza distribuição diariamente das cestas.

“Considerou-se público para atendimento com o Teresina Solidária a família que no atual momento encontra-se sem nenhuma renda, considerando que sobrevive de trabalho exclusivamente autônomo”, explica a coordenadora do comitê, Janaína Carvalho.

O Teresina Solidária, criado através de decreto e lançado dia 27 de março, recebeu mais de 27 mil inscrições feitas através de formulário disponibilizado no site da Prefeitura de Teresina. A partir de declaração no formulário, foi aplicada análise da situação socioeconômica da família, ficando elegíveis ao recebimento do auxílio de cesta básica 12.390 cadastros que apresentavam ausência total de renda do núcleo familiar no atual momento. Porém, desse número, muitos cadastros apresentaram inconsistências como falta de nomes, de bairros e com telefones inválidos, o que impossibilitou a entrega das cestas.

As categorias de profissionais autônomos contempladas com o benefício são taxistas, mototaxistas, lavadeiras, horticultores, carroceiros, músicos, garçons, trabalhadores do Shopping da Cidade, trabalhadores do setor de hotelaria e garçons.

A entrega das cestas dos cadastros válidos está sendo realizada nas Unidades da Assistência Social, como Centros de Convivência nas quatro zonas de Teresina, com agendamento telefônico direto com o titular do cadastro, de forma organizada para evitar aglomerações.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).