Foto: Ana Carvalho

A Prefeitura de Teresina continua, através da Guarda Municipal, fiscalizando o cumprimento das medidas de segurança adotadas durante a pandemia do Covid-19. As equipes já interditaram 2.744 locais após decreto que ordena a suspensão do funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais, de serviços e industriais, bem como as atividades da construção civil, com exceção apenas de alguns serviços essenciais. As ações acontecem diariamente. Durante a ação desta terça-feira (7), distribuidoras de bebida alcóolica, call centers – que permanecem abertos em regime de escala, e construtoras foram vistoriadas. Foram 117 interdições.

 O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, vem acompanhando as ações. Durante a manhã de ontem, o mesmo ressaltou a imprudência mostrada por estabelecimentos que insistem no funcionamento normal, incentivando a quebra da quarentena. “Infelizmente, enquanto trabalhamos para evitas mortes pelo Coronavírus, tem quem queira vender cerveja. Apelamos a você, cidadão, que passado esse momento de crise, não consuma esse produto de empresas que não respeitaram a determinação da Prefeitura. O que é mais importante: a vida ou beber cerveja?”, questionou Samuel.

Segue permitido o funcionamento de setores administrativos de alguns estabelecimentos, desde que seja realizado remoto e individualmente. Farmácias, supermercados e os serviços de saúde permanecerão abertos, assim como os deliverys. Os postos de gasolina deverão funcionar das 7h às 19h, com a suspensão do funcionamento das lojas de conveniência instaladas nesses locais. A nomeação de 261 novos Guardas, por parte do prefeito Firmino Filho, será um novo apoio à medida.  

“Temos novas estratégias frente a novas realidades. A Guarda Municipal, em face do aglomerado de pessoas nas portas dos Bancos, passará todas as manhãs, orientando o espaçamento que as pessoas devem ter para a não-proliferação do Coronavírus. Da mesma maneira, intensificaremos, nos locais de passeio – Raul Lopes e Marechal, orientandos as pessoas a de fato ficarem em casa”, explicou o secretário Samuel Silveira.

A população também pode fazer sua parte, denunciando estabelecimentos irregulares, através dos números 153, (86) 3215-9317 ou falar diretamente com o WhatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254. Além disso, a plataforma online Colab, também está disponível para o recebimento das denúncias. A multa para quem desobedecer ao decreto varia de R$ 1.000 a R$ 3.000.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).