O auditório da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), recebeu durante a manhã de hoje (5), mais uma etapa do primeiro de cinco módulos, que devem acontecer durante os meses de novembro, dezembro, janeiro, fevereiro e março, de capacitação e articulação junto aos educadores e parceiros envolvidos no Projeto Paz na Escola. A ação faz parte do eixo de prevenção à violência do programa Vila Bairro Segurança.       

O encontro contou com a presença de colaboradores das unidades escolares e socioassistenciais do munícipio, de representantes da Guarda Municipal de Teresina, do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP), e do setor de monitoramento do Projeto Lagoas do Norte. A articulação acontece após uma primeira fase de capacitações direcionadas aos servidores, que teve inicio em 2018 e consistiu em diagnóstico realizado em conjunto com a Faculdade Latino-americana.

“Os professores foram os próprios pesquisadores, dentro das escolas, e fizeram levantamento dos casos de violência por meio de entrevistas com os alunos e outros professores. A partir desse diagnóstico, viu-se que as problemáticas que surgiam, além dos problemas físicos nas escolas, ocorriam por questões de convivência: muitas relacionadas ao bullying, ao racismo, à homofobia…”, detalha. “Foram levantadas várias temáticas desse tipo! A ideia é que no final, se tenha um plano de ação para cada escola sendo executado”, detalha o assessor de planejamento e monitoramento do Lagoas do Norte, Allan Cronemberger.

A manhã foi direcionada pela equipe do Núcleo de Estudos de Violência. Os servidores presentes foram divididos em grupos e orientados a formularem contribuições para um mapa conceitual. “O objetivo é chegar a algo em comum com os professores e profissionais aqui presentes, para pensarmos um plano de ação nas escolas que possa prevenir violências. Além disso, também vamos estudar as metodologias: qual a diferença de fazer um momento de contar histórias para uma roda de conversa? Quais são as ferramentas que se podem utilizar?”, exemplificou Clarice Lopes, educadora do órgão.

A importância do planejamento conjunto entre todas os centros, unidades e instituições atuantes no Vila Bairro Segurança por meio do Paz na Escola foi ressaltada por Leonilde Maria Vasconcelos, pedagoga que compõe a equipe da Escola Municipal Nova Brasília.  “Esses cursos são muito interessantes, já que discutimos temáticas que vivenciamos diariamente. As perspectivas são muitos boas: que consigamos, de fato, trabalhar e resolver”.

“Não é uma tarefa fácil, é difícil tanto para as escolas como para as parcerias. Sabemos das deficiências de cada um e das nossas próprias fragilidades! Então, temos a perspectiva de união, de trabalhar para que possamos resolver os problemas dentro da escola e para que nossos parceiros também não tenham tantos fora delas. É uma via de mão dupla”, pontuou a educadora.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).