Com o objetivo de atuar no resgate e acolhimento de pessoas com deficiência e que vivem em situação de vulnerabilidade social, a Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), inaugurou, nesta segunda-feira (12) a Residência Inclusiva Boa Morada.

O serviço irá funcionar todos os dias da semana, de forma ininterrupta, na Rua Francisco Mendes, nº 290, bairro Cabral e oferecerá proteção social, acolhimento institucional e ressocialização de jovens e adultos, com idade entre 18 a 65 anos, de ambos os sexos, em situação de dependência, vulnerabilidade ou com vínculos familiares rompidos ou inexistes.

A inauguração do centro faz parte da programação de aniversário de 167 anos da capital. De acordo com prefeito de Teresina, Firmino Filho, a residência inclusiva é a primeira do Piauí a oferecer acolhimento integral a pessoas com necessidades especiais sem vínculos familiares. Segundo o prefeito a instituição oferece um ombro amigo às pessoas que mais precisam.

A Residência Inclusiva Boa Morada possui capacidade de atendimento para 10 usuários, que podem ser encaminhados pelo Ministério Público, através de ordem judicial, ou pelos serviços de CRAS e CREAS da Prefeitura. O espaço conta com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, assistentes sociais, terapeuta ocupacional, intérprete de libras, cuidadores e auxiliares. O tempo de moradia pode ser de longa permanência, dependendo da necessidade de cada pessoa.

“A inauguração desse espaço representa mais um avanço que a Prefeitura dá na ampliação das políticas públicas de assistência social. E hoje firmamos mais um passo nessa caminhada cujo objetivo é fazer com que a pessoa com deficiência tenha orgulho de viver nessa cidade”, ressalta o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, destacando também o trabalho realizado pelos Centro Dia recentemente inaugurados pela prefeitura.

A solenidade contou com a participação do vice prefeito Luiz dos Santos Júnior, das promotoras de justiça Marlúcia Evartisto e Flávia Gomes, do secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, do vereador Valdemir Virgino, da presidente da APAE, Cristiana Gardênia, do representante da OAB, Joaquim Santana Neto, do coordenador da residência Boa Morada, Maurício Silveira, além de representantes do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade), Associação dos Surdos, Ação Social Arquidiocesana (ASA), além de servidores públicos e comunidade.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).