Ação faz parte da campanha “Faça Bonito”, em alusão ao dia 18 de maio

O Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Sul II, em parceria com a rede de assistência social e educação do município,  promoveu, na manhã de hoje (20), uma caminhada de sensibilização e combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Teresina. A atividade faz parte da campanha “Faça Bonito”, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado no último 18 de maio.

Às 7h30, usuários do CRAS, além de alunos e equipes do Centro de Juventude e CMEI Santa Cabrini, e das Escolas Municipais Maria Socorro e Monteiro Lobato fizeram o percurso da Praça do Esplanada, na Vila Irmã Dulce, até a Escola Municipal Monteiro Lobato.

“Durante a caminhada, foi feita a divulgação de serviços e locais de denúncia, além de apresentações culturais. Acima de tudo, foi reforçada a mensagem da campanha nacional deste ano, que é: esquecer é permitir, lembrar é combater”, pontua a gerente do CRAS Sul II, Katiuscia Josino.

Disque Cidadania (153) e Disque Direitos Humanos

Em Teresina, é oferecido ao público o 153, número específico de contato para denúncias de violações de direitos, como o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. O número 153 oferece o contato direto com os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e também com os Conselhos Tutelares da capital, órgãos responsáveis por garantir os direitos das crianças e dos adolescentes.

Atualmente, Teresina conta com 25 conselheiros tutelares e 17 suplentes atuando em quatro zonas da capital. O atendimento é ofertado também por meio de encaminhamentos da rede de garantia de direitos, além de escolas, juizados, entre outros. As ligações são gratuitas e o sigilo do nome do denunciante é mantido.

Para contato com os conselhos tutelares, a população pode ligar também para os seguintes números: Conselho Tutelar I/Centro-Norte: 3215-9313; Conselho Tutelar II/Zona Sudeste: 3215-9360; Conselho Tutelar III/Zona Sul: 3227-6714; Conselho Tutelar IV/Zona Leste: 3233-8841.

A população pode denunciar também por meio do Disque Direitos Humanos, o Disque 100, serviço nacional de atendimento telefônico gratuito, que funciona 24 horas por dia, nos sete dias da semana. As denúncias recebidas são analisadas, tratadas e encaminhadas aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, no prazo máximo de 24 horas, respeitando a competência e as atribuições específicas, e priorizando qual órgão será direcionado de forma imediata no rompimento do ciclo de violência e proteção da vítima.

 

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).