Aconteceu, na noite dessa quarta-feira (19), a formatura de mais uma turma do curso técnico de moda e serigrafia da Casa de Zabelê. A entidade é apoiada pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas de Teresina (Semcaspi), por meio de convênio com a Ação Social Arquidiocesana (ASA).

No total, 27 jovens receberam os certificados de formatura do curso técnico oferecido pelo Núcleo de Profissionalização em Moda e Serigrafia, para jovens do sexo feminino e masculino (16 a 22 anos). O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, prestigiou a formatura e parabenizou os formandos. “É uma alegria poder compartilhar desse momento tão importante. Parabéns a todos e que vocês possam, por meio dessa profissão, buscar um futuro melhor”, diz.

A Casa de Zabelê conta com três núcleos de atendimento: Núcleo Direto, que atende a crianças (8 a 11 anos) e adolescentes (12 a 17 anos) do sexo feminino; Núcleo de Dança Contemporânea, que atende a adolescentes do sexo feminino; e Núcleo de Profissionalização em Moda e Serigrafia, para jovens do sexo feminino e masculino (16 a 22 anos). O espaço atende a crianças e adolescentes que sofreram qualquer tipo de violação dos seus direitos sociais e pessoais.

O foco no atendimento é em casos de vítimas de violência doméstica e de forma especializada na violência sexual. “Nós acreditamos que este trabalho causa o que há de mais importante na vida de uma pessoa, que é a mudança para melhor. A Casa de Zabelê é um exemplo de dedicação e amor ao próximo, de assistência a crianças e jovens que precisam do nosso apoio”, afirma o secretário.

Sobre a Casa de Zabelê

O espaço surgiu em 1994 e foi promovida pelo Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, frente à situação de violência imposta às meninas que eram exploradas sexualmente nas principais praças de Teresina. Em 29 de agosto de 1996, a Casa de Zabelê iniciou suas atividades, originando-se de uma parceria entre o Banco Interamericano de Desenvolvimento, Prefeitura Municipal de Teresina e Ação Social Arquidiocesana (ASA).

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).